Amigos, Vizinhos e Colegas

Pesquisar este blog

Visitantes do Blog

Locations of Site Visitors

sábado, 18 de janeiro de 2014

Erzsebeth Bathory a Condessa de Sangue

Adorei Essa Versão, Pois Todos os Lados 
Já Deveriam Ser Mostrados, Principalmente Esse. Acredito 
Que Essa Versão Está Mais Ligada Com a Verdadeira Condessa.

 
O Filme é Ótimo, Mas Pra Gostar Dele, é Preciso, 
Se Ligar em Cada Detalhe do Filme, Pois Durante 
Todo o Filme Aparece as Imagens da Imaginação e 
as Imagens Possivelmente Real.


Essa História Não Prova Que é Mentira ou Verdade. 
Mas Que o Filme é Ótimo é, 
Eu Mesmo Gostei Inclusive da História, e Acredito 
Que Essa Versão Está Mais Ligada Com a Verdadeira Condessa, 
Pois Onde a Igreja Mete a Mão Eu Desacredito de Tudo.


 É De Se Esperar Que Na Época em Que a Cobiça Pelo Poder, 
Dinheiro e Tudo Que Estivesse Ligado A Sentar no Trono, 
Era Possível Que a Igreja Sempre Usasse Algo 
Com o Termo Bruxaria, Diabolismo e ETC.


A Versão Desse Filme Para Minha Opinião Está 
Mais Ligada Com o Que Poderíamos 
Chamar de História Verdadeira.



Até os Dias de Hoje Existem Mais Lendas do Que Fato, Já Que Os Corruptos da Época, Mataram Todas as Testemunhas e Queimaram Todas as Provas Que Podia-se Contradizer Sobre Erzsebeth Bathory.


Erzsébet Báthory (Báthory Erzsébet em húngaro, Alžbeta Bátoriová em eslovaco; 7 de agosto de 1560 — 21 de agosto de 1614), em português Elisabete ou Isabel Báthory, foi uma condessa húngara da renomada família Báthory que entrou para a História por uma suposta série de crimes hediondos e cruéis que teria cometido, vinculados com sua obsessão pela beleza. Como consequência, ela ficou conhecida como "A condessa sangrenta" e "A condessa Drácula".

 

Nada Disso, Pode Ser Considerado Como a 
Verdadeira Imagem de Erzsebeth Bathory.

Visitantes Online